I m A g E m

I m A g E m

O velho do espelho

"Por acaso, surpreendo-me no espelho:
quem é esse que me olha e é
tão mais velho do que eu?
Porém, seu rosto...é cada vez menos estranho...
Meu Deus,Meu Deus...Parece meu velho pai -
que já morreu"! (Mario Quintana)

P E S Q U I S A

sexta-feira, 31 de março de 2017

O povo yazidi grita por socorro

 A situação do povo yazidi é praticamente desconhecida entre nós. Muito pouco se conhece da sua história e dificilmente ouvimos falar deles em algum noticiário local. Mas não é assim em relação aos governos da Europa que conhecem muito bem a situação. Apesar de todas as advertências, em 2014, vergonhosamente permitiram que o DAESH (Isis Estado Islâmico) massacrasse mais de cinco mil yazidís no distrito de Singal, Curdistão Sul, noroeste do Iraque.




 A região curda (Kri), no Iraque, goza de autonomia sendo governada por Massud Barzani que sucedeu seu pai, Mustafá Barzani, que governou dos anos 60 até a sua morte em 1979. Singal está tecnicamente sob o controle administrativo do governo central do Iraque. A segurança do KRRG (Governo Regional do Kurdistão) e as forças militares estão presentes e ativas dentro do Singal. O ataque de agosto de 2014 foi facilitado porque as forças regulares de Barzan retiraram-se da zona, na noite anterior, levando tudo que puderam principalmente as armas deixando na mais absoluta solidão todos os habitantes do Singal. O DAESH entrou na região e massacrou milhares de yazidis. Outras milhares de mulheres e meninas foram sequestradas e vendidas como escravas sexuais em mercados do Iraque. Ainda hoje o paradeiro de cerca de tres mil mulheres é desconhecido. Outros cinquenta mil yazidís fugiram para as montanhas de Singal numa marcha desesperada em que tiveram de suportar a fome e a desidratação que maltratou principalmente as crianças e os idosos.

Mustafá e Massud Barzani


A única ajuda que receberam veio das Unidades de Auto-Defesa das YPG-J (que estavam lutando contra o DAESH - Estado Islâmico em Rojava / Síria) e das milícias do PKK - Partido dos Trabalhadores do Kurdistão. (O PKK é um movimento que permanece inexplicavelmente na lista de organizações terroristas, á pedido da Turquia e com a anuência dos EUA e da Europa.) A presença do PKK na região é intolerável para o governo de Barzani e seu aliado regional Erdogan, presidente da Turquia. Cento e oitenta mil yazidís foram deslocados forçosamente e encontram-se espalhados em vários centros de refugiados da região. As mulheres que sobreviveram decidiram organizar-se e juntaram-se as forças de Auto-Defesa e criaram suas próprias (YBBSs / YJS) num juramento que não sofreriam outro massacre sem condições de reação e defesa.



Pois justamente nesse momento, exatamente agora, três anos depois a cidade volta a ser atacada mas desta vez não pelo DAESH mas diretamente pelas forças peshmergas de Barzani. Dias depois de Barzani declarar - em linhas gerais - que o povo do Singal devia expulsar o PKK da região para evitar problemas e comprometer-se a não aceitar nenhum tipo de coordenação ou participação nas YBBS/YJS as preparações para o ataque foram iniciadas. A primeira medida que assumiu o governo do KRRG (Governo Regional do Kurdistão) liderado por Barzani foi bloquear a única entrada para a região. Depois, confiscou todos os bens dos que tentavam sair do lugar e antes do ataque direto, impediu a entrada de qualquer tipo de ajuda, desde alimentos e medicamentos até autopeças.



Nesse momento uma grande marcha ocorre na Europa para chamar a atenção internacional sobre o que está acontecendo com os yazidis. Não apenas para que os Governos Europeus condenem os ataques mas para que não permitam que aconteça. A marcha começou na Alemanha e culminará na Bélgica,onde será entregue na sede do Parlamento Europeu um pedido expresso nesses termos. Trata-se de uma apelo desesperado porque ainda há tempo para agir.



A pergunta que o povo yazidi faz ao mundo é se desta vez vão impedir a violência antes que ela ocorra.

FONTE -  Marcha por Singal em                                    https://www.facebook.com/nathaliabenavidesss/media_set?set=a.10209561706903062.1073741985.1339170318&type=3

Nenhum comentário:

Postar um comentário