I m A g E m

I m A g E m

O velho do espelho

"Por acaso, surpreendo-me no espelho:
quem é esse que me olha e é
tão mais velho do que eu?
Porém, seu rosto...é cada vez menos estranho...
Meu Deus,Meu Deus...Parece meu velho pai -
que já morreu"! (Mario Quintana)

P E S Q U I S A

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Pré-História do Rio Grande do Sul


O MUNDO DA CAÇA, DA PESCA E DA COLETA


Os primeiros dez milênios

Pedro Ignácio Schmitz

O Rio Grande do Sul foi povoado muito antes do que a maior parte das pessoas imagina. O ambiente seco e frio da última glaciação, com ventos gelados varrendo paisagens de pouca vegetação, foi o cenário dos primeiros humanos que, uns 10.000 anos a.C. acamparam à beira do rio Uruguai e nos abrigos rochosos do vale do Caí.

Este povoamento não é um fato isolado. A América do Sul inteira recebe, neste tempo, o seu povoamento definitivo. São populações que, saindo da Ásia, atravessaram o estreito de Behring, peregrinaram pela América do Norte e Central e, depois de muitas gerações, chegaram aqui. Se antes desse momento temos humanos em alguns pontos do subcontinente, como no Nordeste do Brasil, ou no Centro-Sul do Chile, as pesquisas deverão confirmar.

Mais de 600 gerações humanas sucederam-se de então para cá, no Estado. Isto é bastante frente às 13 gerações contadas desde a ocupação portuguesa do território, mas é pouco em comparação das 90.000 gerações humanas do Velho Mundo.

PRÉ-HISTÓRIA do Rio Grande do Sul - ARQUEOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL, BRASIL - Instituto Anchietano de Pesquisas – UNISINOS São Leopoldo, RS, Brasil
Editor responsável: Pedro Ignácio Schmitz /Diagramação e Arte Final: Fúlvio Vinícius Arnt

Disponível em: http://www.anchietano.unisinos.br/publicacoes/documentos/documentos05.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário