I m A g E m

I m A g E m

O velho do espelho

"Por acaso, surpreendo-me no espelho:
quem é esse que me olha e é
tão mais velho do que eu?
Porém, seu rosto...é cada vez menos estranho...
Meu Deus,Meu Deus...Parece meu velho pai -
que já morreu"! (Mario Quintana)

P E S Q U I S A

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

09. O Conclat e a fundação da CUT

Conclat -
A fundação da CUT em Versos

Aos amigos, companheiros,
trabalhadores do Brasil inteiro
agora quero falar
de algo muito importante
que em S. Bernardo foi se dar
me escutem nesse instante
poi sei que vão gostar.

Nesta cidade bandeirante
pelo mundo reconhecida
foi dado um passo adiante
que vai mudar nossa vida,
no ano de 83
foi no seu oitavo mês
de26 a 28 foram os dias
prá nós de grande alegria.

Mais de cinco mil companheiros
vindos do Brasil inteiro
se juntaram prá conversar
do I Congresso da Classe Trabalhadora
nós fomos participar,
já numa quinta-feira
nós começamos a chegar
do nordeste, do sul, do norte
gente de todo lugar.

Companheiros que uma semana
já estavam a viajar
mais de um dia de barco
prum ônibus pegar,
tres dia e tres noite
de estrada prá viajar
e na emoção da chegada
tinham força prá cantar.

De algo acontecido
dias antes do Congresso
todo mundo tinha sabido,
alguns sindicatos de safados
de participar tinham desistido,
o Congresso foi um sucesso
mesmo eles não tendo ido
nós já 'tava' mesmo cansado
de tanto ser manobrado
de tanto ser traído.

Uma coisa importante
não pode ser esquecida,
quase metade dos participantes
era companheiro rural
que com sua voz decidida
deram ao nosso Congresso
uma importancia especial.

Falaram do dia-a-dia
da sua vida sofrida,
falaram das covardias
contra eles cometida,
falaram da pobreza
e da falta de comida,
falaram das injustiças
da riqueza protegida,
falaram da sua luta,
falaram da Margarida.

Margarida companheira,
paraibana, nordestina.
Margarida assassinada
com um tiro de carabina,
quando teu povo se junta
todos gritam o teu nome
“é melhor morrer na luta
do que morrer pela fome”,
Margarida tu tá presente
na esperança dessa gente
no chão que tu caiu morta
a mando de um patrão,
muitas, muitas outras margaridas
por certo renascerão.

Muitas coisas importantes
por nós foram decididas
não se pode aceitar
a exploração toda vida,
sem terra não pode ficar
quem a terra tá plantando,
não pode morrer na pobreza
quem constrói toda riqueza
e o patrão tá sustentando.

E nós todos reunidos
tomamos uma decisão
damos prazo pro governo prá ele dar solução,
ou termina com o decreto
que rebaixam os salários
e devolve os sindicatos
cassados pros operários,
acaba os acordos
com o Fundo Internacional
assume a Reforma Agrária
acabando com a injustiça social
ou nossa resposta será:
- Nós vamos a Greve Geral.

E prá não desapontar
o trabalhador brasileiro
que há muito tempo pedia
todos unidos num sindicato
sem importar a categoria,
e porque cada delegado
sem criar a CUT
de S. Bernardo não saía
a CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES
nascia.

A partir desse dia
um novo momento iniciou
pra todos companheiros
e para o movimento sindical
viva a Central Única dos
Trabalhadores,
organizando a Greve Geral.


Autor: Gilnei Andrade
São Bernardo do Campo, agosto de 1983

Nenhum comentário:

Postar um comentário