I m A g E m

I m A g E m

O velho do espelho

"Por acaso, surpreendo-me no espelho:
quem é esse que me olha e é
tão mais velho do que eu?
Porém, seu rosto...é cada vez menos estranho...
Meu Deus,Meu Deus...Parece meu velho pai -
que já morreu"! (Mario Quintana)

P E S Q U I S A

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Secretaria da Cultura assina termo de uso do Parque Histórico Bento Gonçalves


 Bento Gonçalves


A secretária estadual da Cultura, Mônica Leal, assinou hoje (7 de fevereiro) em seu gabinete, o termo de permissão de uso do Parque Histórico Bento Gonçalves pela Associação de Amigos da instituição, com a presença de seu presidente, o vereador Diogo Trescastro e do sócio emérito Carlos da Rosa Sobrinho, que preside o Sindicato Rural e assume voluntariamente a direção cultural do Parque.

O documento permite que a Associação dos Amigos do Parque Histórico Bento Gonçalves gerencie as atividades de cunho histórico-cultural e as revertam para sua manutenção.



Também possibilitará a elaboração de um plano de manejo, onde ações distintas serão zoneadas, com prioridade para atividades culturais e de educação ambiental, tanto para os visitantes como para os moradores da região.

Nos próximos dias será realizado um levantamento da estrutura do parque, com 280 hectares, localizado no município de Cristal, e também da réplica da casa, onde o General Bento Gonçalves viveu e morreu, junto com sua família, que receberá escoramento devido a problemas no telhado.“O maior problema do Parque é a limpeza. Vamos explorar o campo depois que tiver tudo arrumado”, afirma Carlos da Rosa Sobrinho.



Com 280 hectares, o local pretende ser um museu vivo em homenagem a Bento Gonçalves e à Revolução Farroupilha.
Dentro do prédio histórico se encontra um conjunto de animais taxidermizados (empalhados), doados pelo senhor Carlos da Rosa Sobrinho, que representam a fauna da região. São 800 espécies, incluindo cobras e aves, que estão descontextualizadas dentro do prédio histórico.


A idéia é construir um museu que contextualize as espécies, assim como fazer o inventário do que existe no acervo.O visitante também pode conferir um conjunto de pedras com placas das capitais farroupilhas.



O local tem visitação mensal de 1500 pessoas, tendo alcançado o número de 150 visitantes no último domingo do feriado de Carnaval.


Site: http://www.cultura.rs.gov.br/ 08/02/2008 10:07

Nenhum comentário:

Postar um comentário