I m A g E m

I m A g E m
O Velho do Espelho

"Por acaso, surpreendo-me no espelho:
quem é esse que me olha e é
tão mais velho do que eu?
Porém, seu rosto...é cada vez menos estranho...
Meu Deus,Meu Deus...Parece meu velho pai -
que já morreu"! (Mario Quintana)

P E S Q U I S A

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Museu Histórico Visconde de São Leopoldo

Desde a década de 40 se discutia em São Leopoldo - RS, a criação de um museu voltado à imigração, mas no contexto da Segunda Guerra Mundial e de nacionalização essa idéia não era bem vista.
Em 1950 foi retomada a idéia, mas a criação efetiva do Museu só foi ocorrer em 20 de setembro de 1959 com a criação do Museu Histórico Visconde de São Leopoldo. O idealizador do Museu foi o Prof. Telmo Lauro Müller e de sua fundação participaram dez municípios : São Leopoldo, Novo Hamburgo, Campo Bom, Sapiranga, Taquara, Rolante, Montenegro, São Sebastião do Caí, Feliz e Nova Petrópolis.

O Museu é uma entidade cultural privada, sem fins lucrativos, mantido por uma associação de amigos e a diretoria tem mandato de 3 anos. Seu acervo é formado por louças, móveis, instrumentos musicais, bandeiras de antigas sociedades, medalhas, alvos do tiro-ao-alvo, móveis, livros, jornais, documentos, fotografias.

Faz parte dos bens do Museu a histórica Casa da Feitoria Velha, a Feitoria do Linho–Cânhamo, criada em 1788 pelo Governo português. Em 1824 ela foi desativada por D. Pedro I e por sua ordem lá foram albergados os primeiros imigrantes alemães.

Em 1941 a Casa da Feitoria foi comprada pela Prefeitura e restaurada. Nela foi instalada e funcionou por 35 anos a Escola Estadual Dr. João Daniel Hillebrand. A casa reclamava novamente restauração que foi feita pela Prefeitura.

Mas pelo valor histórico dela, a municipalidade entendeu passá-la para o Museu já que ela é o começo da história leopoldense. Após as melhorias, o Museu fez salas temáticas com muito acervo que hoje lá está e fala de nossa história.

O acervo do Museu soma mais de 1.000 peças, 8.000 fotografias, 20.000 jornais (boa parte em alemão), 9.000 livros (biblioteca de interesse específico), 800.000 documentos e está em exposição em sua sede central com 846m² .
Este acervo foi reunido através de doações das comunidades alemãs da região nos 45 anos de sua existência.
É talvez o acervo sobre imigração alemã mais rico do Brasil. Ainda hoje recebemos doações de objetos, livros, documentos, jornais, fotografias, cartões postais, mapas, móveis, etc.

Sede própria (1º etapa) inaugurada em 1985:
Av. Dom João Becker, 491
93010-010 São Leopoldo
Tel: (051) 3592 4557
e-mail: museuhistoricosl@terra.com.br

FONTES DESSA PESQUISA:

* Site do Museu na Internet

* WEBER, Roswithia. Mosaico Identitário: História, Identidade e Turismo nos Municípios da Rota Romântica - RS. Porto Alegre, 2006. Tese (Doutorado em História - Inst. de Filosofia e Ciências Humanas, UFRGS.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário