I m A g E m

I m A g E m
O Velho do Espelho

"Por acaso, surpreendo-me no espelho:
quem é esse que me olha e é
tão mais velho do que eu?
Porém, seu rosto...é cada vez menos estranho...
Meu Deus,Meu Deus...Parece meu velho pai -
que já morreu"! (Mario Quintana)

P E S Q U I S A

terça-feira, 24 de maio de 2016

Dispersão

  Perdi-me dentro de mim 
 Porque eu era labirinto, 
 E hoje, quando me sinto, 
 É com saudades de mim. 

 Passei pela minha vida 
 Um astro doido a sonhar. 
 Na ânsia de ultrapassar, 
 Nem dei pela minha vida... 

 Para mim é sempre ontem, 
 Não tenho amanhã nem hoje: 
 O tempo que aos outros foge 
 Cai sobre mim feito ontem.

Sá Carneiro -  Paris, maio, 1913




Nenhum comentário:

Postar um comentário