I m A g E m

I m A g E m

O velho do espelho

"Por acaso, surpreendo-me no espelho:
quem é esse que me olha e é
tão mais velho do que eu?
Porém, seu rosto...é cada vez menos estranho...
Meu Deus,Meu Deus...Parece meu velho pai -
que já morreu"! (Mario Quintana)

P E S Q U I S A

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Pepe Mujica vence eleição no Uruguay


Agencia Terra / EFE




Os primeiros resultados oficiais do segundo turno das eleições realizadas neste domingo no Uruguai confirmam a vitória da legenda de esquerde da Frente Ampla integrada por José Mujica e Danilo Astori, em cima do conservador Partido Nacional de Luis Alberto Lacalle e Jorge Larrañaga. Com 29,5% dos votos apurados pela Corte Eleitoral, a chapa Mujica-Astori obteve 314.312 votos e a de Lacalle-Larrañaga 313.283 votos.
 
 
Horas atrás, Mujica, 74 anos, discursou como o vencedor do segundo turno das eleições presidenciais uruguais segundo projeções. Ele chamou as principais forças da oposição, o Partido Nacional e o Partido Colorado, a trabalharem pela unidade. "Nem vencedores, nem vencidos. Apenas elegemos um governo que não é dono da verdade", disse Mujica, falando a centenas de partidários que celebravam sua vitória diante do Hotel NH Columbia, em Montevidéu.
Mujica foi designado para suceder Tabaré Vázquez no cargo a partir de 1º de março de 2010.


 Em um discurso conciliador, o presidente virtualmente eleito mais de uma vez se referiu a Luis Lacalle, candidato do Partido Nacional derrotado na votação de hoje. Falando a seus apoiadores, ele também disse para que "não cometam o erro de ofender quem fez uma opção diferente" no processo eleitoral. Mujica agradeceu ao atual presidente, Tabaré Vázquez, que estava ao seu lado no palanque, e fez um apelo em favor da integração e da unidade também no âmbito regional latino-americano.

"Somos todos compatriotas", afirmou. Mujica, que nos anos 60 passou a integrar o Movimento de Libertação Nacional-Tupamaros, guerrilha que atuou até o início da década seguinte, saudou ainda os partidos Colorado e Independente. Além disso, chamou a atenção para a "necessidade de tentar buscar um sentido de unidade" que beneficie o país no futuro e pediu desculpas pelos momentos em que pode ter ofendido seus adversários, motivado por seu "temperamento de combatente".

Nenhum comentário:

Postar um comentário